5.1 As lições dos Mestres de Cidade Esperança nos protegem contra o suicídio





Meditando sobre cada uma das lições dos Mestres de Cidade Esperança apresentadas nos posts anteriores, ficam claras a necessidade (a) de reeducação (preparação) moral por meio das lições de Aníbal de Silas; (b) do conhecimento da verdade teórica (conhecer a si mesmo e estar ciente da reencarnação) por intermédio dos ensinamentos de Epaminondas de Vigo, e; (c) da imposição de pôr em prática o conhecimento, exatamente como fazem os estudantes qualquer área do conhecimento humano, conforme os exemplos de Souria-Omar. Salta aos olhos que tais lições servem de efetiva proteção ao suicídio. Expliquemos melhor.


Kardec já nos lembrava no item 17 do Capítulo V (Bem-aventurados os aflitos) do Evangelho Segundo o Espiritismo que:


“17. O Espiritismo ainda produz, sob esse aspecto, outro resultado igualmente positivo e talvez mais decisivo [como preservativo contra a loucura e o suicídio]. Ele [o Espiritismo] nos mostra os próprios suicidas a nos informar sobre a situação infeliz em que se encontram e a provar que ninguém viola impunemente a Lei de Deus, que proíbe ao homem abreviar sua vida [...]”.


Desde logo registramos que não temos qualquer dúvida no sentido de que, diante de nossa dor e nosso sofrimento (quaisquer que sejam), viver é a melhor solução!


(continua)


Imagem:

Capela do Castelo Frederiksborg - Dinamarca

Artista: Carl Henrich Block - 1873

Fonte: https://commons.wikimedia.org/wiki/File:Gethsemane_Carl_Bloch.jpg

Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square

Fergs, um século de luz.

Contato/Localização

Travessa Azevedo, 88 Floresta Porto Alegre, RS 90.220-200

Redes

Ativo 7.png
Ativo 4.png
Ativo 6.png

Fone: (51) 3224.1493

Caixa Postal 4715

NÚMERO DE VISITANTES

© 2020 Área de Comunicação Social Espírita da Federação Espírita do Rio Grande do Sul