• FERGS

Roda de Conversa Convidado Divaldo Franco com mediação de Gabriel Salum


Por volta do meio dia iniciou a primeira roda de conversa do 9º Congresso Espírita do RS. O convidado foi o médium Divaldo Franco e Gabriel Salum, Presidente da Fergs, como mediador. Divaldo foi questionado sobre diversos assuntos.

Muito bem humorado respondeu sobre a sua tarefa junto a doutrina espírita e exemplificou com um caso que teve em São Paulo com um cardiologista. Estava com uma arritmia cardíaca e o médico lhe questionou sobre seus dias. E Divaldo respondeu que vivia para o espiritismo. Depois de muito conversarem, o médico entendeu o trabalho do abnegado médium disse que poderia morreu do coração se fosse pelo espiritismo.

Perguntado sobre a dificuldade de manter os jovens e as crianças nas aulas de evangelização, o médium alertou que nesses tempos de tecnologia os espíritos na idade infantil estão aprendendo a ter e os pais estão esquecendo de ensiná-los a ser. Ele diz que muitos pais dizem que a criança não aprenderá o espiritismo. “Se hoje as crianças já sabem como mexer em um celular, em uma televisão, em um computador, então poderão entender muito bem o que é a reencarnação, o que é o espiritismo” afirmou Divaldo.

Muito afirmativo respondeu sobre o consumo de álcool, principalmente o consumo social. O médium ressaltou que hoje percorremos dias em que isso já se tornou normal também na época de festas estudantil. Contando um caso pessoal, relatou que esteve na casa de um homem que lhe mostrou com orgulho o bar e uma espécie de local da residência onde fabricava bebida. Porém, os donos não ingeriam álcool mas haviam construído para poder dar de beber aos amigos. “Estranho, eles não bebem porque faz mal a si, mas faz bem aos amigos?” pergunta Divaldo.

Com um conto datando a época de Cristo, Divaldo respondeu sobre a história do óbolo da viúva, contida no Evangelho Segundo o Espiritismo. Ele contou a parábola e fez uma análise sobre a importância relativa do dinheiro e fez um alerta aos congressistas: “Em muitas instituições espíritas a preocupação com o dinheiro é maior que a divulgação do espiritismo”. Assim com o calvário virá até nós, o dinheiro necessário também.

No encerramento da conversa, o médium permitiu a comunicação de Dr. Bezerra de Menezes que levou a todos presentes uma mensagem de consolo. “Nos momentos mais difíceis, nós estaremos com vocês”, encerrou o médico dos pobres.


0 visualização

Fergs, um século de luz.

Contato/Localização

Travessa Azevedo, 88 Floresta Porto Alegre, RS 90.220-200

Redes

Ativo 7.png
Ativo 4.png
Ativo 6.png

Fone: (51) 3224.1493

Caixa Postal 4715

NÚMERO DE VISITANTES

© 2020 Área de Comunicação Social Espírita da Federação Espírita do Rio Grande do Sul